17 de julho de 2011

A vida que não se escreve mas se vive, mesmo que isso, muitas vezes, seja ainda mais difícil que qualquer regra gramatical ou construção literária. 

Tati Bernardi

Nenhum comentário:

Postar um comentário